sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Minha Família: Histórias que nos unem


Acaba de sair no Brasil o folheto "Minha Família: Histórias que nos unem".

Publicado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o folheto ajuda os iniciantes em genealogia e história da família a montarem uma árvore familiar organizada e bonita.



O layout é simples e as cores do topo dividem as gerações. 
Começando por "Eu", o livreto abrange 4 gerações, tem espaço para fotos e histórias e memórias dos antepassados.

Embora tenha sido criado para os membros da Igreja em seu trabalho de história da família, é uma ferramenta que pode ser utilizada normalmente pelo publico em geral. 

É muito provavelmente a ferramenta mais simples possível para um iniciante.

Para a versão online é preciso ter conta no FamilySearch. A Conta é gratuita, o editor básico é bastante simples e especialmente voltado para iniciantes.

A versão impressa custa R$0,50 e pode ser adquirida por qualquer pessoa nas lojas anexa aos templos da Igreja. (São Paulo, Campinas, Porto Alegre, Curitiba, Manaus e Recife.)

...

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

FamilySearch: Indexação

O que é?

Depois de falar um pouco sobre o Family Search, não tem como não falar um pouco sobre indexação.

A indexação é um projeto para tornar pesquisáveis as coleções de registros digitalizadas pelo Family Search.

É feita por voluntários que baixam lotes e literalmente indexam os registros, digitando o que conseguem ler. Cada registro é lido e indexado por dois voluntários diferentes e conferido por um terceiro indexador experiente chamado de conferente.

Depois de concluído o trabalho, a coleção fica disponível para ser pesquisada.

Mais de 1 bilhão de registros já foram indexados até o momento.

Por que?

Por que fazer a indexação é tão importante e por que tantos voluntários se empenham nisso?
Recentemente o Family Search conseguiu explicar a motivação do trabalho em um vídeo de pouco menos de 3 minutos.




Para saber mais ou ler a postagem original acesse o blog do Family Search aqui.

...

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Árvore Genealógica em MDF

Como peça decorativa a árvore genealógica é um presente muito bem quisto por mamães e avós e é bem fácil de fazer.

Antes de começar:

Várias lojas de MDF vendem essa peça pronta para ser decorada.
Essa peça custou R$20 no conjunto (7 peças ovais para fotos, duas peças de árvore e suporte) numa loja especializada em artesanato em Campinas.

Como fazer:

1. Passe uma demão de goma laca nas peças e lixe as partes que necessitarem.


2. Pinte todas as peças nas cores desejadas. (Tinta PVA)


3. Cole papel de scrapbook na parte da copa da árvore.


4. Imprima as fotos no formato oval.
Serão necessárias duas fotos 10x15 cm para acomodar todos os retratos.

5. Monte a árvore como desejar.


Considerações adicionais:

O conjunto traz sete peças para serem dispostas na árvore, o que equivale a três gerações em linha direta.

...

domingo, 9 de junho de 2013

Família Gomes

Novo Brasão na página de Heráldica:


Gomes é um sobrenome de família da onomástica da língua portuguesa.
Tem origem patronímica no prenome medieval Gome ou Gomo. Provavelmente, provém do visigótico Guma  que significa "homem". 
Sendo modificado pelos povos bárbaros, Gomes significa “o filho de Gomo” ou “o filho do homem”, e tem suas variações espanholas, Gòmez, Gomiz ou até mesmo Comis.

Não se sabe ao certo se foi em Portugal ou na Espanha que o sobrenome surgiu, apesar de os espanhóis reivindicarem a origem.

Há mais de uma representação do brasão sendo o mais tradicional em azul com a figura do pelicano que alimenta seus filhotes com o próprio sangue.

Para saber mais:


...

Info: Brasão vetorizado  pela autora. Uso livre não comercial.




sexta-feira, 7 de junho de 2013

Ilustração

Pra você, seu cãozinho é como se fosse parte da Família?


Ilustração do artista americano Jim Madsen.

...

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Tutorial de Restauração no Picasa

Introdução

Uma parte importante da história familiar passa pelas imagens: Fotos antigas de todos os tipos.

São várias cromias: Do preto e branco às cores desbotadas passando pelo sépia e por fotos retocadas à mão que estão mais para pinturas do que para fotografias.
São vários tamanhos, desde os posteres colorizados até minúsculos slides que eram vistos num pequeno monóculo.
São vários tipos de textura e vários estados de conservação e nessa leva há sempre aquela foto única: O único retrato da Nona na juventude. A única foto de casamento dos pais.

Quase sempre aquele único retrato especial está precisando de retoques que vão desde uma limpeza simples de arranhões e marcas do tempo até os milagres dos melhores editores de imagens.

O serviço dos restauradores de imagens é muito específico, complexo e caro. E não é pra menos... Algumas edições levam muitas horas para serem concluídas.

Mas vamos começar do básico.

Nível Básico
Para esse tutorial escolhi o Picasa.
(Trabalho com edição de imagens há vários anos e costumo utilizar Adobe Photoshop e Corel Photo Paint para editar fotosAmbos são softwares de licença custosa que não valem a pena para uso amador, razão pela qual optei por criar um tutorial em software de uso livre).

Mãos à obra!



1. Digitalize sua foto antiga fazendo a foto da foto ou utilizando o scanner.




2. Abra a imagem no Picasa e selecione ENDIREITAR no menu CORREÇÕES COMUNS (Que tem o símbolo de uma chave de boca). Faça a correção da inclinação movendo o cursor para o lado necessário e acompanhe o resultado na malha quadriculada. Quando estiver correto clique em APLICAR.



3. No mesmo menu CORREÇÕES COMUNS selecione a ferramenta CORTAR. Selecione a opção MANUAL. Marque a área a ser cortada e quando estiver correto clique em APLICAR.



4. No mesmo menu CORREÇÕES COMUNS escolha a ferramenta RETOCAR IMPERFEIÇÕES e selecione o tamanho de pincel. Clique numa área próxima da imperfeição para selecionar o padrão que será utilizado para repor a área afetada. Repita esse processo em todas as imperfeições.



5. No menu CORREÇÃO DE AJUSTE FINO DE LUZES E CORES  (que tem o símbolo de um sol   metade branco e metade preto) faça as correções de luz de preenchimento. 



6. No menu PROCESSAMENTO DE IMAGENS DIVERTIDO E ÚTIL (Com o ícone de um pincel) escolha a primeira opção AUMENTAR NITIDEZ e após mover o cursor para seleciobar o valor mais adequado clique em Aplicar.




Opcional: No mesmo menu PROCESSAMENTO DE IMAGENS DIVERTIDO E ÚTIL escolha a opção P&B ou P&B filtrado. (Nesse caso a fotografia original era preta e branca e havia sido colorida com uma caneta vermelha de forma grosseira).

7. Salve sua fotografia em JPG. (Infelizmente o picasa não salva em outros formatos)





* Observações: O software escolhido não possibilita a edição avançada e restauração de imagens de modo profissional. Esse tutorial é um guia rápido para iniciantes.


...


quarta-feira, 8 de maio de 2013

Digitalização: Foto da Foto


Introdução

Depois de tratar de digitalização através do uso do scanner, a série de postagens segue com a digitalização chamada popularmente de "Foto da Foto".

Ela é rápida, prática e simples. É minha favorita exatamente por conta do fator tempo.

Como nada é perfeito, essa técnica tem seus poréns... O primeiro e principal é o equipamento.

Para fazer uma boa foto da foto, obviamente é preciso ter uma boa máquina fotográfica.
Curiosamente, fotos de má qualidade ficam "melhores" quando fotografadas do que quando escaneadas, então ter uma boa foto não é preponderante para essa digitalização. Mas, obviamente 2, uma foto ruim nunca vai originar uma digitalização boa.

Na prática

Gosto da iluminação artificial de luz fria e acho que um dos melhores lugares para fazer foto da foto é no banheiro, se for um ambiente claro.

Para testar a versatilidade do método fiz a foto que ilustra essa postagem com luz natural indireta próximo a uma janela  no horário do almoço e no finalzinho da tarde dentro de um banheiro com iluminação artificial usando a câmera do celular.




Coloco um rolo de fita crepe nas bordas do verso da foto e colo a foto na parede.
Posiciono a máquina num tripé e tiro a foto.

Se você tiver uma máquina com um bom sistema de correção de vibração ou se tiver uma mão de cirurgião pode tentar fazer na "força bruta".

Resultados

A foto da esquerda feita com a câmera convencional na luz indireta e a da direita com a câmera do iphone 4S dentro do banheiro.


 


Considerações finais

Como fotografia depende exclusivamente da luz, recomendo fortemente o uso de lâmpada fluorescente da variedade "luz do dia". As lâmpadas da variedade luz cálida vão originar fotos amareladas.

O resultado final via de regra será inferior ao processo de digitalização em scanner, contudo vale a pena ser considerado em casos de fotografias reveladas em papel texturizado.


...


sábado, 27 de abril de 2013

Família Silva


Novo Brasão na página de Heráldica:


Silva é possivelmente o mais comum dos sobrenome nos países de língua portuguesa. Sua origem é claramente toponímica, sendo derivado diretamente da palavra latina silva que significa selva, floresta ou bosque, e tem a sua origem na Torre e Honra de Silva junto a Valença. Apesar da grande difusão na população lusófona em geral, "Silva" também é o nome de importantes famílias nobres, que normalmente o portavam juntamente a outro sobrenome.

Nome largamente adotado por pessoas que chegadas ao Brasil queriam começar uma nova vida sem vínculos com o passado na Europa, se aproveitando do relativo anonimato que o sobrenome proporcionava. 

O Brasão faz menção à casa dos reis de Leão e é composto por um fundo de prata onde sobressai um leão de púrpura ou vermelho.


Para saber mais:

...


Info: Brasão vetorizado  pela autora. Uso livre não comercial.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Novidades no Family Search!



Há poucos dias, foi publicado o novo site do Family Search, totalmente reformulado e com novas ferramentas. Como acontece em toda mudança há quem ame e quem odeie a nova versão, que aliás, é beta e promete mais melhorias para muito em breve.




Apesar de ser uma pessoa que geralmente não aprecia mudanças bruscas em sistemas de uso habitual, devo dizer que a mudança foi interessante. Com espaço para álbuns de fotos, um layout clean e simples e gráficos em leque, posso dizer que o site ficou mais atrativo para o público em geral, especialmente para aqueles que não utilizavam o site antigo.

Vale a pena dar uma espiada e fazer seu cadastro, caso você ainda não possua um.
É um serviço gratuito de excelente qualidade.

Para se cadastrar acesse: https://www.familysearch.org/register/

...

domingo, 21 de abril de 2013

Família Pereira

Novo Brasão na página de Heráldica:


Pereira é um sobrenome de raízes toponímicas, provavelmente de regiões de pereiras (árvore que produz a fruta).

Usado primeiramente pelos senhores da Quinta de Pereira em Esmeriz, o sobrenome está atrelado à Casa de Bragança.  Posteriormente o sobrenome foi também  assimilado por "cristãos novos" (judeus e muçulmanos convertidos ao Cristianismo).

O Brasão tem vermelho, uma cruz de prata, florenciada e vazia.

Para saber mais:


...

Info: Brasão vetorizado  pela autora. Uso livre não comercial.

domingo, 14 de abril de 2013

Família Martins

Novo Brasão na página de Heráldica:


Martins é um sobrenome de origem espanhola, considerado como patronímico de Martim ou Martino, nome que vem do latim Martinici ou Martinus significando belicoso, alguns livros consideram este nome como sendo o diminutivo de Marte ou Ares (o deus da guerra na mitologia greco-romana). A rainha-regente Catarina da Áustria, durante a menoridade do rei Sebastião de Portugal, concedeu as armas deste sobrenome a Diogo Martinez no ano de 1560.

O brasão é cortado, o primeiro de negro com duas barras de ouro; o segundo de ouro, com três flores-de-lis de púrpura, em pala.


Algumas variantes na cor e na disposição das flores-de-lis são observadas nas representações deste brasão. Escolhemos a mais comum das apresentações para confeccionar o vetor.

Para saber mais:



...

Info: Brasão vetorizado  pela autora. Uso livre não comercial.


sábado, 6 de abril de 2013

Heráldica


O blog acaba de ganhar uma página permanente adicional: Heráldica.
A wikipédia define Heráldica como a ciência e a arte de descrever os brasões de armas ou escudos.

Basicamente essa página trará imagens de brasões de diversas famílias e aos poucos serão adicionadas mais imagens para formar uma galeria de brasões para uso não comercial.

Uma série de postagens sobre os elementos do brasão está programada, na forma de postagem regular, entretanto não fará parte da página distinta que servirá para disponibilizar as imagens em PNG.




* Sugestões de brasões podem ser deixadas nos comentários da página.

...

terça-feira, 2 de abril de 2013

Pato Donald

A árvore Genealógica da Família do Pato Donald é das mais bacanas.




...

Info: Imagem/Divulgação. Todos os direitos reservados à Walt Disney.


sábado, 23 de março de 2013

Digitalização de Fotos: Scanner


Introdução

A forma mais popular de digitalização de fotos antigas é através do uso do scanner.
(Como essa postagem não se destina a usuários avançados não será feita uma resenha ou avaliação de modelos de scanners e seus prós e contras.)

As imagens dessa postagem foram escaneadas numa multifuncional de uso doméstico de quase dez anos de uso.

Resolução de Imagem

Nessa imagem à esquerda metade da imagem está em 300 dpi de resolução e a outra metade em 600 dpi, respectivamente metade esquerda e metade direita.

[Wiki: DPI significa Dots por Inch e é -a grosso modo- uma medida para quantificar a qualidade da imagem.

* Pra entender melhor: Wikipedia: PPI e Wikipedia: Resolução de imagem]


O mais importante elemento da digitalização é ao meu ver, a resolução. Imagens de baixa resolução serão mais disformes e embaçadas do que as de maior resolução e isso dificulta todo o processo de tratamento da imagem.

E faz diferença?

É provável que você tenha olhado bem a imagem e pensado consigo mesmo que não há nada de relevante no tocante a diferença da qualidade da imagem nos dois lados da fotografia. Clicando na imagem para vê-la em tamanho maior, as diferenças se acentuam.

É claro que quando se trata de uma imagem muito ruim, a resolução não parece fazer quase nenhuma diferença. O mesmo acontece com imagens pequenas. Contudo, os pixels a mais costumam melhorar muito a imagem como exemplificado abaixo. (Clique para ampliar)


Para escanear a foto foi utilizado o próprio software da multifuncional e nenhum ajuste de cor no programa.
A imagem foi escaneada em 200 dpi, resolução padrão do programa, em 300 dpi, resolução padrão para tratamento de imagens e em 600 dpi.

Quanto maior a resolução maior será o tamanho final do arquivo e isso pode ser um problema quando muitas imagens serão digitalizadas.

Afinal de contas em que resolução devo escanear minhas fotos?

Pra encurtar as explicações técnicas e resumir os debates teóricos: 300 dpi é a resolução mais indicada em termos de custo-benefício, já que um ajuste de nitidez é suficiente pra melhorar o resultado final da digitalização.




...

Info: Ilustração fotográfica feita pela autora. Foto de Família.





terça-feira, 19 de março de 2013

Fotos Antigas


Uma parte importantíssima dos processos genealógicos e de história da família é a coleta, catalogação e preservação de fotos antigas. Essa postagem é a abertura de uma série de postagens sobre o tema que incluirá um tutorial de restauração de foto antiga para amadores.




O primeiro passo é "desenterrar" as fotografias de família, nos seus arquivos (vulgo bau, caixa de sapato, álbum...) e nos arquivos dos seus familiares.

Alguns conselhos óbvios e não tão óbvios assim:

- Pergunte a um parente mais velho se ele tem fotografias e se poderia emprestá-las para serem digitalizadas.
As pessoas mais idosas adoram mostrar "retratos" e falar sobre eles, mas em geral não gostam de emprestar as fotografias por medo de não as reaverem.

- Empreste uma ou duas fotografias.
Num primeiro momento pegue apenas uma ou duas fotografias emprestadas e as devolva rapidamente. Isso mostrará sua responsabilidade e dará a pessoa que emprestou a confiança de que ela pode lhe disponibilizar outras fotografias.

- Guarde as fotografias emprestadas numa pasta dentro de um envelope de plástico transparente.
Tome muito cuidado com fotografias antigas porque via de regra são as únicas cópias existentes.

- Anote informações sobre as fotografias.
Não dá para confiar na memória, por isso anote num post it e cole no verso da fotografia.
(Várias dessas fotos já tem anotações e informações relevantes no verso, por isso vale a pena digitalizar também o verso da fotografia).

- Pegue as fotografias em lotes.
Pegar grandes quantidades de fotografias faz o trabalho ficar desanimador e cansativo e aumenta o risco de extravio das fotografias. Devagar e sempre é um lema ótimo para a genealogia de modo geral.


...

Info: Ilustração fotográfica feita pela autora.





sexta-feira, 15 de março de 2013

Rootstech 2013

Todos os anos, o FamilySearch realiza a Rootstech, uma feira internacional de genealogia que está em sua terceira edição (nessa configuração) e já é considerada a maior conferência genealógica do mundo.





Realizada em Salt Lake city, Utah, EUA no Salt Palace Convention Center, a edição deste ano acontecerá nos dias 21-23 de março. 

Pra quem também não está de viagem marcada para a terra do Tio Sam, a boa notícia é que no dia 23 de março estará ocorrendo a Feira da História da Família em São Paulo, evento que promete expor as mais recentes técnicas para ajudar a encontrar, organizar e compartilhar a história da família e será transmitido em conjunto com a Rootstech

A FHF será realizada pela Estaca São Paulo, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e apesar de ser um evento de cunho religioso, é aberta a não membros da Igreja e terá palestras interessantes para genealogistas amadores e profissionais.

Mais informações no site http://rootstech.org/stake/saopaulo/
(Aqui a agenda do evento e aqui o endereço)

Para escolher e se inscrever nos cursos acesse o link e registre-se.


Nota: Ala e Estaca são termos para designar grupos locais e regionais de congregações. Uma ala é uma congregação ou grupo de uma determinada área geográfica e um conjunto de alas forma uma estaca.
No catolicismo ala seria equivalente a paróquia e estaca a diocese.
Nas religiões protestantes e evangélicas, ala seria seria o equivalente a comunidade ou congregação.

Ou em termos mais amplos, ala seria como um bairro ou conjunto de bairros e estaca como uma região da cidade.  



...



sexta-feira, 8 de março de 2013

Procurando Registros no FamilySearch

Para pesquisar registros de pessoas no FamilySearch, acesse:


A. Insira os nomes
1. No campo First names digite o nome e nome do meio da pessoa que estiver procurando.
2. No campo Last Names digite o(s) sobrenome(s) da pessoa que estiver procurando.


* Se quiser procurar apenas pelo sobrenome, digite-o no campo Last Names.


B. Insira o país
1. No campo country.











C. Insira dados de Nascimento, Falecimento, etc.
1. No campo Birthplace insira o local do Nascimento.


O Campo Year (Range) é para inserir o intervalo da data em que o evento pode ter ocorrido.
Por exemplo, a pessoa nasceu de (from) 1900 até (to) 1905, para o caso de não se saber a data exata.











* O campo Match all terms exactly restringe sua pesquisa a documentos que contenham apenas as informações exatas digitadas e por isso é de uso pouco recomendável.

Você também pode refinar sua busca usando o campo Search with a life event (Para procurar com um evento da vida da pessoa).










Birthplace - Local de Nascimento
Marriage Place - Local de Casamento
Residence Place - Local de Residência
Death Place- Local do Falecimento
Any (Outros eventos)


C. Clique em Search para fazer a pesquisa.

1. O site irá pesquisar em milhares de registros e lhe dará uma listagem de possíveis registros que atendam aos critérios da sua pesquisa.




D. Explore seus resultados.

1. Clique nos resultados que achar interessantes.
Vários dele trazem a imagem do documento.























Boa sorte e bom trabalho!
...



...

Info: Printscreens do site.



quarta-feira, 6 de março de 2013

Family Search

Não importa se você é iniciante em genealogia ou genealogista experiente, o Familysearch.org dificilmente vai estar fora da lista de favoritos do seu navegador.

O que é?

O FamilySearch é uma organização de pesquisa genealógica mantida pela A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e é a maior organização voltada para a pesquisa genealógica do mundo.

O que tem de especial?

O FamilySearch mantém uma coleção de registros, recursos e serviços gratuitos destinados a ajudar as pessoas a aprenderem mais sobre a história de sua própria família. A organização coleta, preserva e disponibiliza registros genealógicos do mundo inteiro.

O que mais?

Todos os serviços prestados pela organização em seu site são gratuitos.

Por que?

Um site desse porte que é gratuito parece bom demais pra ser verdade, já que todos os sites que oferecem serviços de qualidade são pagos ou mantidos por donativos. Contudo, pode explorar sem medo, que de fato, o FamilySearch é bom demais e é de verdade.

Esse amplo projeto está de acordo com as crenças dos membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (também conhecidos como mórmons) de que as famílias e os relacionamentos familiares foram instituídos por Deus e devem continuar depois desta vida.




Para explorar o site não é preciso ter cadastro ou fazer login.

...

Info: Printscreen do site.





segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Macarronada e histórias familiares


Hoje fui almoçar com a minha avó.
A macarronada italiana dela (que é filha de uma espanhola com um romeno) é das melhores... Mas o acompanhamento principal dos pratos- as histórias- essas não tem comparação.




Há anos venho pesquisando o os ramos familiares que compõem minha árvore genealógica e nesse ínterim já ouvi as mesmas histórias dezenas de vezes (pra ser sincera, não me canso delas). 

Cheguei a ficar uns dias na casa da minha avó, anos atrás, só para ouvir e anotar coisas sobre a nossa história familiar. Já fiz muitas perguntas, anotei muitos dados, vi fotos e mais fotos, preenchi gráficos de linhagem com ela e contudo, hoje ouvi uma coisa que nunca tinha ouvido; descobri que minha avó teve um irmão chamado Pedro que morreu ainda na infância. 

"Grande coisa! Isso acontecia com todo mundo naquela época..." - Você pode pensar.  
De encontro a essa verdade triste, a gente esbarra na linha que divide os pesquisadores de genealogia em duas categorias: Os que fazem o trabalho e os que amam o trabalho.

Para fazer genealogia é preciso ter vontade e paciência.  
Para amar genealogia é preciso entender que cada pessoa conta.

Se você tem avós e bisavós vivos, faça preparativos para ir visitá-los.
Leve seu caderno, sua máquina fotográfica, ou seu gravador de áudio.

Daqui a não tanto tempo, o resultado de sua visita poderá ser um tesouro familiar sem comparação, exatamente como a macarronada com queijo meia cura da minha avó.


...

Info: Ilustração fotográfica feita pela autora.



sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Árvore Genealógica ONLINE


Intermediário

Quando a genealogia de um indivíduo começa a ter um volume de dados maior do que quatros gerações, geralmente os gráficos de linhagem começam a ficar confusos. Eles se espalham por todos os lados como as hastes do dente-de-leão. Isso é algo natural -previsível até- olhando como o gráfico de linhagem "encurta" o espaço a medida que a árvore vai abrindo em novos ramos, numa progressão geométrica.


Para organizar e trabalhar em linhagens colaterais, geralmente se usam programas específicos.

Há dezenas de versões pagas e gratuitas para instalação em seu computador pessoal ou uso online. 
Como acontece em grande parte dos serviços da web, a maioria desses sites tem uma conta básica que é gratuita e contas avançadas que são pagas.

Cada fórum e site elege seu programa favorito, mas o "amo genealogia" não fará isso por uma série de razões, das quais as principais são:

1. O melhor sistema para trabalhar sua genealogia é o FamilySearch.
Unanimidade entre os genealogistas, o FamilySearch é totalmente gratuito e o maior banco de dados genealógicos do mundo. (Uma postagem só sobre ele virá nos próximos dias)

2. Como cada pessoa se adapta melhor a um sistema, vale a pena testar pelo menos dois ou três para se ter uma experiência um pouco mais ampla. As opiniões de terceiros ajudam, mas nada como fazer um test drive.

Seguem algumas opções:

http://www.mundia.com/br/
Do grupo ancestry.com, está na versão beta.

http://www.geni.com/
Lançado em Janeiro de 2007, o Geni.com é uma rede social de genealogia, que desde novembro do ano passado (2012) pertence ao My Heritage.

http://www.myheritage.com.pt
Também uma rede social de genealogia com mais de 64 milhões de membros.


...

Info: Ilustração fotográfica feita pela autora.






terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Gráfico de Linhagem

Básico / Iniciantes 

Para quem quer começar a fazer genealogia, montar sua árvore genealógica ou conhecer mais sobre os seus antepassados, o primeiro passo é montar um Gráfico de Linhagem (Pedigree Chart em inglês).

Essa ferramenta é muito útil para pesquisadores (iniciantes e intermediários) e é a porta de entrada da genealogia amadora. 

Para começar, o indivíduo preenche seu próprio gráfico de linhagem, inserindo seu nome e informações e segue preenchendo os dados de seus pais, avós e bisavós.

Os gráficos de Linhagem costumam abranger no mínimo quatro gerações e podem ser expandidos pelo uso de mais páginas.



Baixe o PDF do Gráfico de Linhagem básico do Amo Genealogia AQUI.

Mais Gráficos bacanas podem ser encontrados em misbach.org/


...


Info: Gráfico de linhagem criado pela autora para uso livre não comercial.




domingo, 3 de fevereiro de 2013

Genealogia

ge.ne.a.lo.gi.a

sf (gene2+a+logo2+ia1) 1 Estudo da ascendência e relações familiares, especialmente nas linhagens nobres. 2 Série de progenitores e ascendentes de cada indivíduo. 3 Linhagem, estirpe. 4 fam Origem, procedência.


quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Sobre este blog


A ideia de criar e manter um blog voltado para a genealogia surgiu há algum tempo e ficou amadurecendo lá no imaginário, por muitos meses até chegar a essa postagem.

Por conta da infinidade de nomes de blogs já existentes, criar um blog está se tornando quase tão complexo quanto mantê-lo.

Faltava tempo e um pouco de organização para tirar do papel esse interessante projeto.
Como o tempo ainda falta (provavelmente vai faltar sempre), achei melhor nem esperar por ele.

Então com um pouquinho de organização, esse espaço inicia suas atividades de forma bastante modesta com um objetivo muitíssimo simples: Amar genealogia.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...