domingo, 16 de novembro de 2014

Ancestry


O ancestry.com é o maior serviço comercial de dados genealógicos atualmente existente na internet, com 12.7 bilhões de registros e cerca de 2,14 milhões de usuários que pagam pelos serviços oferecidos. Operando na data desta postagem para 10 países diferentes (o Brasil não é um deles), o site está disponível em inglês, francês, alemão, italiano, sueco e espanhol.


O site tem sempre uma tela de entrada muito bonita com fotos que parecem capa de calendário.

A área de login fica no canto superior direito e o menu de países e idiomas fica no canto inferior direito.

Vale mencionar que o conteúdo em inglês é maior do que nos demais idiomas.



O sistema não é complexo de ser operado, apesar de ser bem denso.

No menu superior encontram-se as opções de atividades oferecidas, incluindo o sistema de busca e uma central de treinamento para usuários.

Para esse editorial exploraremos as opções de pesquisas de registros e de dados encontradas no menu
 Search.



O sistema é bem simples, basta inserir os dados desejados para iniciar uma nova pesquisa e ir clicando nos resultados encontrados para abir a imagem ou o documento.

Há a opção de busca avançada para a inserção de dados adicionais como datas e locais de eventos ou a busca direta por coleções de determinadas regiões.





A tela permite um zoom para ampliar as imagens pesquisadas e opções de salvar registros em sua árvore familiar ou numa lista para serem avaliados posteriormente.



Prós:


- O site é bem completo e bem organizado apesar de ser mais visualmente denso do que o FamilySearch.

- As imagens são de excelente qualidade.

Contras:


- Como mencionado não há versão em português e sendo a versão mais completa em inglês, é necessário um conhecimento ao menos intermediário do idioma para utilizar o sistema a contento.

- Não vou listar o preço como um item a ser considerado como ponto negativo por ser uma série de postagens justamente sobre sistemas pagos, contudo o site tem a taxa mais cara dos sistemas que serão resenhados.

Custos:


O preço da inscrição básica é de $99 (dólares americanos) por semestre e não há opções de inscrição menores. Pode-se fazer uma avaliação gratuita (Trial), mas o site não tem uma inscrição gratuita com menos recursos.

Considerações pessoais:


Ainda tenho um longo caminho a percorrer na exploração dos recursos, mas tenho notado que essa ferramenta, pelo quesito do custo-benefício deve ser considerada para pesquisadores intermediários e avançados, especialmente os interessados em genealogia para fins de cidadania européia.


***

Nenhuma das resenhas é  patrocinada ou pode ser considerada como editorial de publicidade, refletindo apenas a opinião da autora sobre os sistemas resenhados. As imagens dessas publicações se destinam meramente a ilustração à título de divulgação e não devem ser reproduzidas.

sábado, 30 de agosto de 2014

I Feira de História da Família e Genealogia em Campinas





Hoje aconteceu a I Feira de História da Família e Genealogia em Campinas.


O evento ocorreu das 14 as 20 horas na capela de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (também conhecida como SUD ou mórmon), na avenida Nestor Castanheira, 127, na Vila Industrial em Campinas (SP).

Os organizadores da Feira ofereceram consultoria e oficinas de história da família indexação e pesquisa genealógica.



O evento contou também com uma sala de exposição de fotos e objetos antigos, um recinto especial para as crianças e um mini-estúdio onde foi possível tirar fotografia da família, daquelas que antigamente se chamavam retrato.

Voluntários uniformizados com o logotipo do FamilySearch ofereceram suporte e informações para os visitantes.

...


Info: Fotos do evento feitas pela autora.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Evento Mundial de Indexação


O Evento Mundial de Indexação teve seus resultados divulgados no blog do Family Search:

66,511 voluntários
4,682,746 registros indexados
941,932 registros conferidos

O projeto brasileiro com mais registros indexados foi:
Brazil, Pernambuco—Óbitos Civis, 1900–2011
(12.904)

...

domingo, 20 de julho de 2014

Evento Mundial de Indexação


De hoje as 21 h até amanhã às 21 h acontece o evento do Family Search em que voluntários do mundo todo tem como meta a indexação/conferência de 50 mil lotes de indexação de registros.

Os lotes recomendados para o Brasil são:
  • Brasil-Registro Civil, 1852-1914 [Parte 2B]
  • Brasil, Santa Catarina, Florianópolis-Registros da Igreja, 1751-1954 [Parte B]
  • Portugal, Porto-Registros da Igreja Católica [Parte B]

Tentar mais tarde e em horários alternativos é uma boa solução para quem está tentando sem sucesso baixar um lote.

...

sábado, 12 de julho de 2014

Agenda: Evento Mundial de Indexação




O FamilySearch promoverá nos dias 20/07 e 21/07 um evento mundial de Indexação.

Em suma: Voluntários do mundo tudo estão convidados para nos dias 20 e 21 de julho participarem de um evento internacional com o objetivo de indexar/conferir 50.000 lotes de indexação num período de 24 horas.

Para os que ainda não fazem indexação, dá tempo de aprender até o evento.

Para saber mais:

Postagem sobre indexação no AmoGenealogia.

Página da indexação no FamilySearch.

Página da indexação no Facebook.


...

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Pesquisa em Cartórios Brasileiros


Interessados em deixar sua pesquisa genealógica organizada com fontes ou pesquisadores que tem pouco ou nenhum contato com parentes costumam se valer da pesquisa de certidões de nascimento, casamento ou óbito, feitas nos cartórios, para progredirem na pesquisa genealógica.



Os Prós: 

1. A certidão de nascimento costuma qualificar o indivíduo, seus pais e avós.

2. A certidão de óbito costuma mencionar cônjuge e filhos.

3. A certidão de casamento costuma trazer dados de local de nascimento, estado civil e idade dos noivos e nome de seus pais.


Os Contras: 

1. Não ha uniformidade no procedimento.

Se você já foi pesquisar em cartórios deve saber que a última coisa que se pode criar é expectativa.
"Pode ser que" é a sentença que mais se aplica ao caso.

Pode ser que o cartório faça uma pesquisa. Pode ser que a pessoa lhe atenda com algum respeito. Pode ser que  não realizem a pesquisa. Pode ser que cobrem só para verificar se existe o registro. Pode ser que lhe digam para procurar em outro lugar. Pode ser que se recusem a lhe atender. Pode ser que a pessoa que lhe atender se interesse e lhe ajude na pesquisa. Pode ser que te deixem consultar o livro.

Essa disparidade é o que mais desanima o pesquisador. Comigo já ocorreu de a pesquisa ser feita na hora [com o nome dos pais dos indivíduos que eu procurava], me deixarem olhar o livro [sob supervisão], fazer anotações sem que nada fosse cobrado e ainda me darem informações de registros que eu desconhecia.

Também já ocorreu do atendente fazer um extremo "pouco caso", dizer em tom ameaçador que cobraria para pesquisar e me olhar com cara de "não-estou-nem-um-pouco-a-fim-de-fazer-a-sua-pesquisa".



Há um artigo muito interessante sobre esse tema intitulado Genealogia da Burocracia.

2. Custas

Novamente o problema de uniformidade: Há cartórios que cobram a pesquisa e os valores podem variar de R$11 à R$200, segundo dados coletados por pesquisadores.

Acredita-se que a pressuposição dos cartórios de que a pesquisa genealógica exista com fins de cidadania estrangeira estimule as cobranças de altos valores.


Informações Importantes:

- A maior parte dos cartórios informa por telefone se faz ou não a busca e as custas desse tipo de pesquisa.

- Cada estado tem sua tabela de custas. Exemplo: Tabela de SP.



...

domingo, 8 de junho de 2014

Pesquisa em Microfilme SUD

* O programa de Solicitações de Microfilmes SUD foi descontinuado em Agosto de 2017. 
Essa postagem permanece no ar porque alguns CHFs optaram por manter suas coleções locais.

Em algum ponto das pesquisas genealógicas é possível (e muito provável) que o genealogista precise pesquisar microfilmes.

Algumas entidades mantem registros microfilmados de documentos históricos, mas a maior e mais importante biblioteca desse tipo de mídia é a mantida pela Biblioteca de História da Família de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.


Como funciona?

Para encontrar um microfilme, pesquise no catálogo de materiais genealógicos.


A pesquisa pode ser feita através dos seguintes critérios: Locais / Sobrenomes/ Títulos/ Autores / Assuntos/ Palavras-Chave.

Por exemplo: Sei que minha bisavó veio de Múrcia, Espanha. 
De posse dessa informação, consigo através do filtro Locais procurar microfilmes daquela região.

O sistema corrige e sugere a grafia dos nomes e retorna uma lista de microfilmes que se encaixam nos critérios pesquisados. 

Clicando no item desejado pode-se ver o número do microfilme e solicitá-lo.
(Atente que muitos filmes não indexados já estão disponíveis para consulta online no familysearch.org)


Como solicitar um microfilme não digitalizado?

A solicitação do microfilme é a parte mais complexa do processo.
Normalmente o melhor caminho é solicitar ao diretor do Centro de História da Família mais próximo de sua casa.

Para pesquisar os centros de história da Família clique AQUI.

Esse diretor ou diretora é uma pessoa que faz trabalho voluntário, normalmente de uma a duas vezes na semana, então cada um dos Centros de História da Família - CHF- funciona em horários e dias independentes.  

O contato por e-mail é mais eficiente e o diretor irá explicar o procedimento e solicitar o microfilme para você. 

Os microfilmes independentemente da forma como sejam solicitados são sempre entregues na casa do diretor do CHF, por isso é mais fácil conversar com o mesmo antes de solicitar um item, para não correr o risco de o mesmo ser devolvido por falta de informações do pesquisador.

Quando o microfilme chegar ao diretor ele irá lhe comunicar através do contato acordado e você poderá agendar sua visita ao CHF para começar a pesquisa.


Informações importantes:

O microfilme tem um custo de empréstimo relativo a postagem do material. 
Você deve combinar com o diretor do CHF escolhido a forma de pagamento.

Os tipos de empréstimos disponíveis no Brasil são: 

Curto Prazo (apenas microfilmes)
Empréstimos de Microfilmes por Curto Prazo têm duração de 90 dias, iniciando-se a partir do momento em que o pedido é postado.

Estendido (microfilmes e microfichas)
Empréstimos de microfilmes e microfichas por tempo estendido não tem uma data de devolução definida.

Renovações (apenas microfilmes)
Renovações de curto prazo terão a duração de 60 dias adicionais. As renovações de curto prazo não se tornam automaticamente renovações de empréstimo estendido. As renovações estendidas não têm uma data retorno definida.




O que mais você precisa saber?

Seja paciente. 
Pode ser que o microfilme que você deseja já esteja emprestado e leve algum tempo para chegar.

Seja paciente. 
Os marinheiros de primeira viagem costumam pensar que irão ao CHF uma única vez e lerão o filme todo ou acharão o dado logo nas primeiras páginas. Alguns registros não estão em ordem cronológica e outros tem uma leitura difícil devido ao estado da imagem original ou a caligrafia.

Seja paciente. 
Os voluntários que trabalham nos CHFs são pessoas normais que doam tempo e recursos para ajudar outros em suas pesquisas em função de suas crenças e valores. Seja polido e respeite essas crenças e valores. Tenha paciência se o diretor for "novato" e estiver sendo treinado.

*Não tenha medo.
Não fique acanhado em utilizar esse recurso por não ser membro da Igreja; Os mórmons são conhecidos por serem hospitaleiros e receptivos e estão acostumados a lidar com pesquisadores de genealogia de outros credos e/ou ateus.

Um dado interessante, (relatado verbalmente pelos diretores) é que a maior parte dos pesquisadores de microfilmes SUD não são membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Não fique com medo de sua pesquisa ser condicionada a proselitismo ou compromisso religioso de sua parte, ou por ter ouvido ou lido algum comentário ruim sobre a Igreja e seus membros. 

Um bom pesquisador deve sempre averiguar uma informação por si mesmo, como você genealogista, está cansado de saber. 


...


Info: Fotografia feita pela autora no CHF Campinas (Túnel)

domingo, 13 de abril de 2014

Novo site do Family Search


Há alguns meses o novo site do Family Search está no ar.
Já mencionei antes que tanto para iniciantes quanto para veteranos, o FamilySearch é a melhor ferramenta de pesquisa genealógica que existe.
Já mencionei também que é gratuito.

Para acessar o site: www.familysearch.org



Para fazer login basta clicar em Entrar no sistema bem no canto direito no topo.


O sistema irá guiá-lo para a inserção dos primeiros dados, que serão os seus, de seus pais e avós.

Após inserir os dados, é possível acompanhar as gerações expandindo os ramos ao clicar na extremidade de cada bloco.



Vale lembrar que dados de pessoas vivas não são disponibilizados para outros usuários, então se outras pessoas da sua família quiserem colaborar na pesquisa também necessitarão inserir os dados de parentes vivos. 

...


domingo, 2 de fevereiro de 2014

Fotos na Geladeira


Nesses idos em que os álbuns de família são as pastas nos computadores e no celular, segue a sugestão de um clássico revisitado super fácil de fazer.




1. Separe algumas fotos da sua família ou de lugares relacionados a sua história.

2. Leve para imprimir.

3. Cole fita adesiva imantada no verso.
Você pode comprar em fita ou economizar cortando folhas de manta magnética adesivada.

4. Organize seu mural na porta ou na lateral da geladeira.

Execução: Fácil / Preço: Em torno de R$30 para um mural de 25 fotos.

Considerações: Os murais em preto e branco são mais clássicos e tendem a enjoar muito menos.
Para ter um bom mural em P&B aconselho a converter todas as fotos usando o mesmo programa e a imprimir todas as fotos de uma vez só na mesma loja.



O mural da foto foi feito em duotone. 

...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...