domingo, 19 de junho de 2016

Ideias para extrair dados de lápides


Já mencionei anteriormente que pesquisa genealógica em cemitérios não é das minhas ferramentas favoritas... Via de regra, minhas incursões pelas quadras renderam mais fotos para a conta do flickr do que dados para a árvore genealógica.

Se você é um adepto da busca por dados em cemitérios é provável que já conheça essas dicas.
Caso esteja começando agora, eis as ferramentas necessárias para não passar aperto.



3 métodos de extração de dados em lápides desgastadas




1. Papel sulfite e Giz de cera

Quase todo mundo já fez isso com moedas ou outros objetos entalhados na infância e talvez seja por isso que essa seja a primeira ideia de extração de dados em lápides desgastadas.

Prender com fita crepe ajuda se a pedra for grande e se você estiver sozinho.

Será preciso ter muitas folhas e talvez dividir em setores para cobrir uma lápide inteira.


...


2. Papel Alumínio

As folhas mais finas podem rasgar com mais facilidade, mas os rolos quase sempre permitem que uma lápide inteira seja coberta com perfeição.

O objetivo nesse caso seria fotografar a lápide coberta. O flash bem posicionado pode ser um aliado nesse tipo de extração de dados.

Para ler mais a respeito acesse o blog Organizeyourfamilyhistory.com (em inglês)

...


Youtube (Champ1964) 
3. Farinha ou Talco

Espalhar farinha ou talco na lápide pode ajudar a ler e a fotografar: Não danifica e pode ser retirada com água.

Os especialistas preferem o talco.

Mais instruções podem ser encontradas nesse vídeo, de onde a imagem foi extraída.





...


Info: As fotos não foram feitas pela autora e estão devidamente creditadas nas respectivas imagens.



domingo, 12 de junho de 2016

Família Araujo

Novo Brasão na página de Heráldica:


Araújo é um sobrenome que de origem galego-lusitana, originário da Galiza (Espanha) e muito difundido na vizinha Portugal. 

Alguns afirmam que na realidade o sobrenome é português, contudo a maior parte dos estudiosos o classifica como galego (Oriundo da Galiza ou Galícia).

Também grafado Arujo, possivelmente toponímico do castelo de Araújas, próximo ao rio Minho.

O brasão é prata, com aspa azul e cinco besantes de ouro em aspa.
Para saber mais:



...

Info: Brasão vetorizado  pela autora. Uso livre não comercial.




domingo, 5 de junho de 2016

Família Ferreira

Novo Brasão na página de Heráldica:


Ferreira é um sobrenome que remonta ao século XI na Península Ibérica. De origem portuguesa,  pode ser classificado tanto como toponímico (ou seja a origem indica um lugar onde há ferro, mina ou jazida de ferro) quanto relativo a profissão (ferreiro).

Há indícios que a família Ferreira veio em caravanas logo após o descobrimento do Brasil e criaram algumas comunidades no agreste alagoano pela grande diversidade de alimentos que podiam ser plantados na região, já que a zona da mata era ocupada pelos canaviais e coqueirais.

É um dos sobrenomes mais comuns no país e apresenta correspondentes em outras línguas, como Herrera ou Herreira (língua espanhola), Ferrara ou Ferrari (língua italiana) e Smith (língua inglesa).

O brasão é de faixas em vermelho e ouro na horizontal.

Para saber mais:



...

Info: Brasão vetorizado  pela autora. Uso livre não comercial.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...