domingo, 5 de novembro de 2017

Amores da Vida

Quando a ideia da série "Amores da Vida" surgiu, ficou evidente que teria tudo a ver com história da família, porque trataria dos gostos (os amores) da vida, na vida de cada um, de forma individual.

O projeto acabou por se tornar também, um cartão de aniversário para os membros da família e irá se estender por todo o próximo ano até agosto de 2018.



O aniversariante da semana é meu irmão caçula, o Bê.
Meu irmão fala e escreve em japonês (morou dois anos no Japão), cozinha super bem, adora doces (já me forneceu alguns em momentos de necessidade), casado, pai de três filhos, é corintiano, trabalhou anos com engenharia e agora mexe com contabilidade

Honrando o ramo italiano da família pode ser visto por aí, usando terno riscado, com relógio de bolso.


...


Info: Ilustração feita pela autora. Reprodução proibida.

domingo, 29 de outubro de 2017

Evento Mundial de Indexação 2017


Semana passada, ficamos envolvidos com o Evento Mundial de Indexação promovido pelo FamilySearch e com uma mini oficina para indexadores novatos.

No meio da semana saíram os números do evento:


A indexação é um serviço voluntário que facilita a vida dos pesquisadores no mundo todo, possibilitando que os registros fiquem acessíveis online, um trabalho que seria impraticável em termos de custo e de tempo, não fosse a boa vontade e o esforço coletivo.

...

Info: Números oficiais do FamilySearch para o evento mundial de indexação. 

domingo, 15 de outubro de 2017

Evento Mundial de Indexação 2017

Todo ano a gente participa do Evento Mundial de Indexação promovido pelo FamilySearch e esse ano não poderia ser diferente.




O trabalho voluntário dos indexadores e revisadores torna possível uma pesquisa genealógica acessível, documentada, gratuita e colaborativa. 

Esse ano, com a liberação do sistema de indexação online (em breve postagem sobre o tema), vai ficar mais fácil de participar. 

Marque na sua agenda e prepare o pote de sorvete!


...

domingo, 8 de outubro de 2017

Árvore Genealógica de Personalidade

O teste de personalidade 16personalities é muito popular na web e na última semana rendeu uma interação muito divertida e um tanto reflexiva por aqui.


É uma forma não tão convencional, mas muito interessante de fazer história da família e refletir sobre personalidade e genética.

Faça o teste, anote os resultados de seus familiares e crie sua própria árvore de personalidades.
Essa é que saiu por aqui, contrariando uma série de teorias behavoristas e corroborando algumas outras.

...

Info: Essa não é uma postagem paga ou um publieditorial.  
Imagens ilustrativas retiradas de material oficial oficial e reproduzidas meramente a título de ilustração.



domingo, 24 de setembro de 2017

Dropbox

A bola da vez por aqui é utilizar uma pasta compartilhada no Dropbox, para  trabalhar a genealogia colaborativa com a família.



Já tentou isso em casa?!
É rápido, prático e gratuito.

Aqui, dividimos em duas pastas, uma para os ramos paternos, uma para os ramos maternos.
cuidado com aqueles primos malucos que bagunçam tudo, ok?!

...


Info: Essa não é uma postagem paga ou um publieditorial.  
Imagem ilustrativa retirada de material oficial oficial e reproduzida meramente a título de ilustração.

domingo, 3 de setembro de 2017

Amores da Vida

Quando a ideia da série "Amores da Vida" surgiu, ficou evidente que teria tudo a ver com história da família, porque trataria dos gostos (os amores) da vida, na vida de cada um, de forma individual.

O projeto acabou por se tornar também, um cartão de aniversário para os membros da família e irá se estender por todo o próximo ano até agosto de 2018.



Hoje é aniversário do meu pai.
Meu pai é uma das pessoas mais interessantes que estão por ai, nesse mundão. Ele é advogado, tributaristaworkaholic, fã de tecnologia, fã de casa sempre moderna e reformada, corintiano, cidadão do mundo, tem carteira profissional de motorista e sempre pode ser visto usando relógio com o mickey mouse no ponteiro.

O cão da ilustração é o Loki, o melhor amigo canino do meu pai.

...

Info: Ilustração feita pela autora. Reprodução proibida.

domingo, 27 de agosto de 2017

História da Família em Tartã


Esse ano, o Royal Edinburgh Military Tattoo (um festival de bandas marciais realizado durante o mês de agosto em Edimburgo na Escócia) teve como tema "Splash of Tartan".

A razão disso merecer um post no amogenealogia, é que este foi considerado o Ano da História, do Patrimônio e da Arqueologia, celebrando a diversidade da família global da Escócia e isso envolveu o incentivo ao uso (e por tabela a divulgação) do tartan, enquanto símbolo dos clãs escoceses.

#edintattoo 2017

Tartan (ou tartã em português) é a padronagem de estampa quadriculada, que nós costumamos chamar de xadrez. Cada clã da escócia tem sua própria padronagem, um costume adotado à partir do século XVIII, o que é considerado como uma tradição inventada, criticada por alguns e celebrada por outros.

Inventar tradições é um costume que pode ser muito salutar e interessante para a história da família, especialmente porque a história é algo em movimento.

Os visitantes do festival foram incentivados a ir vestindo o tartã de seu clã, ou caso não possuíssem nenhuma conexão com clãs escoceses (57 clãs confirmaram presença no evento) a ir vestindo a padronagem de sua preferência.

#edintattoo 2017

No Brasil temos descendentes de todas as etnias do mundo, embora o Reino Unido esteja longe de ser um dos nossos "fornecedores principais", estima-se que quarenta e cinco mil pessoas no Brasil são de ascendência escocesa. A exemplo dos irlandeses, os primeiros escoceses e descendentes surgiram de mercenários a serviço da pirataria inglesa na costa.


História da Família em Tecido

Estamos familiarizados com brasões na identificação de famílias, então a ideia de uma padronagem de xadrez representar uma família ou linhagem pode soar nova e curiosa para a maioria das pessoas, mesmo as acostumadas com pesquisa genealógica.

Imagine se cada família no Brasil tive sua própria estampa?
Gosto de pensar que minha seria preta, branca e cinza.






Para saber mais: Scotclans.com / Wikipedia / Wikipedia (Em Inglês)


Info: Fotografias da autora. / Imagens da revista do evento, reproduzida a título de divulgação. 

domingo, 30 de julho de 2017

Família Mello

Novo Brasão na página de Heráldica:


Mello é um sobrenome português de origem toponímica, tendo o nome do local se originado na ave Melro ou Mérula. (Merlo em espanhol). Por razões fonéticas se acredita que originalmente o sobrenome seja Mello com dois "L".

Há variantes de brasão, sendo o escudo mais comumente aceito constituído de ouro com seis partes de vermelho com um circulo de prata dentro de cada parte. (O Brasão é muito semelhante ao brasão da família Almeida)


Para saber mais:



...

Info: Brasão desenhado e vetorizado pela autora. Uso livre não comercial.

domingo, 16 de julho de 2017

Heráldica na real: Famílias sem Brasão

Não raro os iniciantes em genealogia se interessam por heráldica e perguntam:

E se a minha família não tiver um brasão?

Sem pânico, mas provavelmente ela não tem. 
E há diversas razões para tal...


Etnia é a maior das razões, uma vez que a heráldica é uma tradição européia medieval.
É verdade que outras culturas também se utilizam de emblemas para marcar famílias ou clãs, como é o caso do Kamon no Japão. Contudo, essa série de postagens se refere a heráldica na visão européia.

Erro de grafia ou transliteração do sobrenome.
Amparada pela falta de registros, isso ocasiona uma lacuna que inviabiliza a determinação do brasão correto.

Linhagem.
Pelas regras da heráldica, o brasão é patriarcal, o sobrenome só deveria passar inalterado do pai para o primeiro filho, o primogênito homem de uma família, que só utilizaria o brasão original após a morte do pai. Então em termos estritamente corretos, o brasão só poderia ser ostentado inalterado por uma única família.

Posto tudo isso, ao pé da letra, quase ninguém poderia ostentar um brasão e dizer que é o brasão de sua família.

E o que isso significa?
Significa que você pode continuar a gostar, exibir e usar o "brasão original do sobrenome" mesmo não sendo legitimamente o atual herdeiro da linhagem, ciente de que isso é uma escolha e que heráldica moderna não é uma ciência exata nem tem a pretensão de sê-lo.


E se eu quiser "o" brasão 100% correto?
Não vai encontrar um, a menos claro, que você seja o descendente direto, coisa provavelmente impossível de verificar e provar.

O que fazer então?
Pesquise sua linhagem para identificar etnias e "adote" seu brasão original ou considere a possibilidade de criar seu próprio brasão de família.

Vá reunindo seus dados, porque logo mais, o amogenealogia vai te ajudar a criar seu próprio brasão original, seguindo as regras da heráldica.


...

Info: Ilustração criada pela autora.

domingo, 9 de julho de 2017

Heráldica: Brasões diferentes do mesmo sobrenome

Tradicionalmente, ao menos uma vez ao mês, o amogenealogia tem publicado brasões de família em png de boa resolução e uso livre não comercial.

A seção de Heráldica é um item permanente desse projeto que é o blog.

Contudo, alguns leitores podem já ter descoberto que não há consenso sobre qual é o brasão correto de sua família ou ainda pior, que não há registro de sequer existir um brasão para seu sobrenome.




Mais de um Brasão para um mesmo Sobrenome:


Isso acontece porque as famílias de mesmo sobrenome podem ter diferentes origens mesmo dentro de um mesmo pais. O maior erro do mundo é achar que toda família de mesmo sobrenome é parente e portanto, todo sobrenome igual tem o mesmo brasão.

Pela raiz paterna, minha família tem tradicionalmente dois brasões diferentes, dentro da mesma origem italiana. Foi possível identificar o brasão correto através da pesquisa do professor Marcello Ferrada de Noli em seu blog famigliadenoli, porque sabíamos a região de onde nossos ancestrais vieram.

Se sua família tem mais de um brasão nas pesquisas de imagens, saiba que está na hora de se empenhar numa busca mais minuciosa e que buscar pelo buscador não é realmente uma pesquisa.

Roteiro:

1. Salve amostras de todos os brasões supostamente do seu sobrenome e procure saber o país de origem de cada brasão correlacionado;

2. Pesquise sua história da família e genealogia para determinar a região de origem do seu sobrenome;

3. Recrute ajuda de outros familiares;

4. Em casos muito complexos, consulte especialistas.
Notadamente existem muito poucos no Brasil. No exterior há bem mais pesquisadores de história da família e de heráldica (Há formação acadêmica para tal) e há serviços que vendem impressos e quadros, a maior parte deles sem comprovação alguma da origem do brasão, portanto não custa relembrar que a legitimidade de não um brasão não pode ser atestada só porque ele é pago ou quiçá, caro.

...

Info: Ilustração feita pela autora.



domingo, 2 de julho de 2017

Descontinuação do Serviço de Microfilme

Segundo comunicado oficial do FamilySearch, o serviço de empréstimo de cópias de microfilmes será descontinuado à partir de 1 de setembro deste ano.

Os microfilmes eram emprestados para leitura dos pesquisadores nos CHFs,  por custo de envio e por tempo variável. Á partir de setembro, eles não poderão ser mais solicitados.

A resolução do término do programa de empréstimos se deve ao programa de digitalização do acervo, que é o maior banco de dados do gênero, no mundo. 

O processo de digitalização está previsto para ser concluído em 2020. 

Nesse meio tempo, o FamilySearch informou que os centros de história da família vão continuar a prover acesso à tecnologia relevante, serviços de assinatura premium e registros digitais, inclusive restrições de conteúdo não disponível em casa.




O que isso significa, para o genealogista, na prática?

Para a maior parte dos pesquisadores, pouco ou nenhum impacto.

Agora, se você for um pesquisador de regiões remotas, com o azar de pegar um acervo restrito, considere pedir seu microfilme até 31 de agosto. 


...


Info: Comunicado oficial publicado em 30 de junho de 2017 no blog oficial.

domingo, 18 de junho de 2017

domingo, 11 de junho de 2017

Dois S2

O que Genealogia, História da Família e Lar tem em comum?



Todos começam em dois.


...

Info: Ilustração feita pela autora. Reprodução proibida.

domingo, 4 de junho de 2017

Álbum NÃO virtual de fotos de Família

Essa semana, chegou pela transportadora, um envelope cheio de histórias

Tudo começou mesmo anos atrás, quando peguei emprestado o álbum de família e digitalizei as fotos; algumas foram escaneadas outras foram fotografadas com máquina DSLR.

Ao longo desse tempo todo fui "tratando" uma imagem aqui, outra ali, até uma noite no finalzinho de março, quando comprei um lote promocional de 100 fotos num serviço de impressão online.

As regras de uso incluíam dois meses de prazo para enviar as fotos e resolvi que precisava desse empurrãozinho para tirar da lista de tarefas esse projeto antigo: Meu próprio álbum de fotografias.

Na contramão de ter as fotos na nuvem, eu queria o álbum de papel, tradicional, de pegar, para abrir nas tardes de férias e folhear tomando uma xícara de chocolate quente.

Por R$29,90 mais os R$14,98 do frete, uma infância inteira impressa em papel fosco 10x15 agora está ali na estante.




Não precisa ter máquina nem ser editor de imagens profissional para fazer esse projeto.

A parte difícil é digitalizar os álbuns antigos e a parte fácil é ficar de olho nos cupons de fotos promocionais.

...

Info: Fotos feitas pela autora. 

domingo, 28 de maio de 2017

Família Carvalho

Novo Brasão na página de Heráldica:


Carvalho é um sobrenome português, derivado da árvore Carvalho, cujo nome em português vem da raiz  carb, carv; "ramagem". Também considerado sobrenome toponímico (Morgado de Carvalho).

Há uma forte corrente que afirma também que o sobrenome foi adotado em Portugal por "cristãos novos", fugindo de perseguição religiosa.

Há algumas variantes na constituição do brasão, sendo mais comum o brasão azul com uma estrela dourada de oito pontas ladeada por quatro crescentes de prata.


Para saber mais:



...

Info: Brasão desenhado e vetorizado pela autora. Uso livre não comercial.

domingo, 21 de maio de 2017

História da Família na Decor


História da Família é uma classificação abrangente o suficiente para incluir decoração.

Na onda do vintage, um tio reformou a geladeira da tia-avó (foi feita pintura e colocação de pés de cerâmica, porque a peça estava funcionando) e para completar a decoração mandou emoldurar a nota fiscal original do aparelho.



A ideia genial rendeu uma peça linda e muito boas lembranças.


...

Info: Foto feita pela autora.

domingo, 14 de maio de 2017

Dia das Mães




...

Info: Cartão criado pela autora. Uso livre não comercial permitido.

domingo, 7 de maio de 2017

Família Oliveira

Novo Brasão na página de Heráldica:



Oliveira é um sobrenome português, cuja origem deriva da árvore que produz oliva (azeitona), sendo comumente classificada como toponímica da região de Oliveira (Arcos de Valdevez), região norte de Portugal.

A oliveira é uma árvore de muita importância para diversas culturas e civilizações, sendo extremamente longeva.

Há uma forte corrente que afirma também que o sobrenome foi adotado em Portugal por famílias de judeus que procuravam fugir da perseguição religiosa.

Há algumas variantes na constituição do brasão, sendo mais comum o brasão de vermelho com a oliveira de frutos dourados e raízes brancas. Não há nenhuma uniformidade no desenho da árvore, razão pela qual criamos esse especialmente pra o amogenealogia.


Para saber mais:



...

Info: Brasão desenhado e vetorizado pela autora. Uso livre não comercial.

domingo, 30 de abril de 2017

Arquivo Nacional da Ucrânia


Para além das nossas tradicionais raízes italianas e portuguesas, o Brasil tem uma leva de descendentes de todas as etnias.

Os alemães, romenos e ucranianos da Bucovina foram uma pequena colônia na história da nossa brasilidade. A Bucovina é  uma região histórica da Europa Oriental, localizada no sopé nordeste dos Cárpatos, atualmente dividida politicamente entre Ucrânia e Romênia. Sua área total é de aproximadamente 25 mil km².

Ao longa da sua história mais recente o território já esteve sob o domínio ou associada a muitos paises e impérios como Moldávia, Polônia, Rússia, Turquia, Áustria, Alemanha.

Quem tem um ancestral bucovino costuma ficar confuso quando alguém pergunta a nacionalidade dele. Meu bisavô que nasceu em Chernivtsi se declarava romeno. Mas além do romeno e do português também falava russo e alemão.

Quem nasceu por lá pode ser austríaco, ucraniano, romeno...  É uma coisa interessante.

Agora recentemente,  Official Web-Portal of State Archival Service of Ukraine disponibilizou em parceria com o Family Search, uma porção de microfilmes da Bucovina.



A qualidade da digitalização é realmente impressionante.
(Infelizmente por conta do acordo de direitos autorais dos Archives of Ukraine não é possível reproduzir a imagem nem como divulgação.)

Então, genealogistas de origem ucraniana, romena, austríaca, bucovina e alemã, #ficaadica: Vale a pena refazer pesquisas no FamilySearch atrás das novidades.

...

domingo, 9 de abril de 2017

Sobre Genealogia e História da Família no Whatsapp

O aplicativo whatsapp é praticamente uma unanimidade no cotidiano dos brasileiros; usamos para conversas triviais, trabalho, para aproximar as pessoas que moram longe e muitas vezes, infelizmente, para afastar as que estão perto.

Um dos meus usos favoritos do app é o envio de fotografias antigas para o grupo da família.



Experimente fazer uma foto de uma foto antiga e enviar para o grupo da sua família (Você sempre pode criar um, na quase improvável hipótese de sua família não ter).

O fomento das conversas é ótimo e é 100% garantido que todo mundo vai parar pra ver, ao contrário daqueles monte de imagens e correntes que recebemos e que nos fazem colocar o grupo no mudo e torcer o nariz para o aviso de trocentas mensagens novas.

...

Info: Ilustração fotográfica da autora, com foto dos arquivos da família.

domingo, 2 de abril de 2017

X-Men Family Tree

Não é exatamente uma árvore genealógica, mas essa arte de Joe Stone é um infográfico bem popular na web para os amantes de comics e genealogia.




...


Info: Imagem creditada. Painel de ideias.

domingo, 26 de março de 2017

Acervo digital do Museu da Imigração de SP

No circuito de lugares favoritos dos genealogistas brasileiros, figura sempre o Museu de Imigração do Estado de São Paulo.


Na primeira vez que fui pesquisar registros da hospedaria em busca de dados genealógicos, o Museu da Imigração era conhecido como Memorial do Imigrante. A pesquisa já era organizada, mas era feita in loco, lá na Mooca. (Essa frase ficou engraçada).

Hoje, o museu tem mais de 250 mil imagens digitalizadas, disponíveis para consulta online que incluem:

Iconografias; Documentos que solicitam restituição das despesas de transporte dos imigrantes até a chegada ao Brasil; Dados do livro de registro das pessoas que passaram pela Hospedaria de Imigrantes; Mapas e plantas referentes a núcleos coloniais, plantas da antiga Hospedaria de Imigrantes e do Museu da Imigração; Publicações de colônias de imigrantes no Brasil, com edições entre os anos de 1886 e 1987; Documentos que declaravam uma garantia de auxílio ao imigrante que pretendesse se juntar à sua família já instalada no Brasil.




Meus favoritos são as Listas de Bordo, onde já encontrei o ramo materno da minha avó paterna e paterno do meu avô paterno.

Para acessar, clique em Memória do Imigrante e procure pelo registro da passagem de famílias de portugueses, italianos, japoneses, coreanos, libaneses e outras nacionalidades que imigraram para o Brasil via porto de Santos entre 1887 e 1978, ou pessoas que foram registradas nos órgãos de fiscalização de estrangeiros em São Paulo entre os anos de 1939 e 1984.


Dados da Pesquisa online



...


domingo, 19 de março de 2017

Digitalização de Fotos Antigas: A importância do Verso

Anteriormente, aqui no amogenealogia, já falamos de digitalização de fotos antigas, inclusive sobre os processos de foto da foto e scanner.

Correndo o risco de soar desnecessário para os veteranos para não correr o risco de deixar uma lacuna para os ingressantes, fica a dica:

Nunca se esqueça de digitalizar o verso das fotografias.

O hábito abençoado de grafar legenda no verso já ajudou muitos pesquisadores a resolver mistérios e também já criou muitos mistérios não resolvidos.




Essa foto que ilustra a postagem veio dos arquivos do meu falecido avô, e é da família de Artur Panini, de Santa Catarina.

A família Panini faz parte do ramo que compõe a parte materna da parte paterna do meu ramo paterno. (Sim, genealogia ás vezes dá nó na língua e na cabeça).

...

Info: Foto dos arquivos de meu avô Dorival, cedida pela minha avó.

domingo, 12 de março de 2017

Família Sales

Novo Brasão na página de Heráldica:


Sales é um sobrenome português, cuja origem  frequentemente e é classificada como religiosa, podendo ser considerada também toponímica ou patronímica.

Alguns afirmam que o sobrenome vem da abreviação do nome São Francisco de Sales, bispo de Genebra, canonizado pela igreja Católica e importante figura no movimento conhecido como contrarreforma.

Há muitas variantes de origem e de brasão, sendo comum um escudo azul com duas faixas vermelhas na horizontal. Entre as faixas figuram um crescente seguido de duas estrelas de seis pontas em ouro.

Há variação de grafia também, sendo Salles bastante comum. Sale e Salle também são variações de grafia.


Para saber mais:



...

Info: Brasão vetorizado pela autora. Uso livre não comercial.

domingo, 5 de março de 2017

Sobre as Coisas Novas nos Lugares de Sempre


É impressionante como a internet e as novas tecnologias abriram, melhoraram, ampliaram, e possibilitaram novos patamares à pesquisa genealógica.

Uma das coisas mais legais nesse ínterim é que sempre tem coisa nova nos lugares de sempre!
Quem usa myheritage deve estar acostumado a receber semanalmente os e-mails sobre novos matches, assim como as atualizações frequentes nos apps do ancestry e do familysearch.




Há algumas semanas descobrimos que microfilmes da Ucrânia foram liberados em parceria do acervo do governo com o familysearch.


O que nos traz a outra importante dica para os pesquisadores de ramos enroscados:




Periodicamente novos itens são disponibilizados online.


...

Info: Ilustração dos vídeos de treinamento do familysearch, utilizada  somente para divulgação. Reprodução proibida.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Resoluções de questões de difícil solução


Imagine que tudo o que você sabe sobre seu bisavô é que ele emigrou de um país da antiga união soviética, nunca contou muito sobre o passado, mudou de nome, queimou os documentos e morreu levando todas as informações que seus pais, tios, primos e avôs em vão tentaram extrair.

Durante anos a fio, o ramo paterno da minha avô paterna foi esse mistério insolúvel.
As únicas pistas eram uma data e o nome da cidade, conforme registradas (sem comprovação) no registro de estrangeiro.

A cidade era (ainda é) minúscula, rural, de difícil acesso, atualmente território da Romênia, mas anteriormente Ucrânia. Os microfilmes pesquisáveis para a região estavam em alemão, romeno e russo.

Para ajudar, o nome e a data haviam sido informações fornecidas apenas verbalmente pelo bisavô aos oficiais brasileiros, ou seja, poderiam não ser verdadeiras.

Então esperamos.
Esperamos.
Esperamos.

Esperar é também uma arte na arte da genealogia.

Para ser honesta, preciso dizer que não tinha esperança de encontrar o fio dessa meada
(Talvez, se algum dia fossemos para a Bucovina, o que não estava nos planos... E sem  falar romeno, seria preciso muita muita sorte ou intervenção Divina, para descobrir os dados desejados)

Chegamos a cogitar, sem sucesso, um curso do idioma ou procurar um falante nativo que escrevesse uma carta. Chegamos a prospectar genealogistas profissionais e pagar anuidade na sociedade bucovina de genealogia para acesso a banco de dados.

Mas os anos passaram e o ramo enroscado ficou lá parado.

Então anos atrás, uma prima que eu não conhecia, me procurou para saber em que pé estava esse ramo comum da nossa genealogia e eu comentei com ela que "não estava" porque não havia pistas concretas.

Ela comentou que tinha um certificado que não ajudaria muito, porque o nome estava faltando.
Pedi e ela me enviou o arquivo digital, que realmente não tinha nome.



O certificado de batismo do nosso bisavô continha a data e o local de nascimento, confirmando a informação fornecida nos documentos brasileiros de imigração, o que por si só já era uma fonte valiosa. Mas o antigo documento surrado continha também uma peça chave para a continuação da busca: "Numerul casei", que descobri ser "Número da casa", não um número de casa enquanto residência, mas casa no sentido de Família.

De posse desse número valioso, pesquisei e descobri que haviam três peças de microfilmes de Zastawna no catalogo da FHL, então entrei contato com o diretor do CHF mais próximo e solicitei o rolo que compreendia o ano que eu procurava.

Para quem desconhece a pesquisa em microfilmes fornecidos pela A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons), o blog tem uma postagem detalhada sobre o assunto aqui.

Minha caixa chegou em alguns dias e corri lá para olhar o filme num domingo à noite. (Os CHFs são mantidos por voluntários e tem horários diferentes de funcionamento em cada localidade).

E lá na data, estava a casa 191.




Por causa desse número pequeno, que aqui é o telefone da Polícia Rodoviária, descobri o nome correto do bisavô e seus pais (trisavós) e descobri filhos deles, que minha avó e seus irmãos desconheciam:

Mapia, Euphrozina, Teophie.

E sei que tem mais irmãos perdidos nos outros dois rolos, que em breve, espero encontrar. 
(Obrigada Josu e Tammy pela assistência nessa pesquisa remota, direto da FHL.)

Então, se sua genealogia está parada em de questões de difícil solução, não desanime.
Quem acredita sempre alcança, e várias vezes quem não acredita (presente!) também.


...

Info: Imagens de certificado fornecida por Rita Michailuca e página do microfilme original dos arquivos da FHL somente para ilustração.


domingo, 12 de fevereiro de 2017

Família Toledo

Novo Brasão na página de Heráldica:


Toledo é um sobrenome espanhol de origem toponímica.

O sobrenome vem da região de Toledo (Toletum) na parte central da Espanha, assentamento humano muito antigo com histórico da coexistência de povos cristãos, muçulmanos e judeus.

Há variantes de brasão, sendo o mais comum um escudo dividido em cinco partes, xadrezado de prata e azul.


Para saber mais:



...

Info: Brasão vetorizado pela autora. Uso livre não comercial.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Família Ribeiro

Novo Brasão na página de Heráldica:


Ribeiro é um sobrenome português de origem toponímica.

O sobrenome vem literalmente de Ribeiro, "pequeno rio" ou ribeirão.
Sabe-se que as família Ribeira e Ribeiro, embora com brasões diferentes tem a mesma origem. Acredita-se que tenha sido uma das primeiras famílias a vir para o Brasil.

O brasão é um escudo esquartelado com o primeiro e o quarto de ouro, com quatro palas de vermelho; o segundo e terceiro de negro, com três faixas veiradas de prata e vermelho.

Para saber mais:



...

Info: Brasão vetorizado pela autora. Uso livre não comercial.

domingo, 29 de janeiro de 2017

Árvore Genealógica para crianças

Árvore genealógica cute para iniciação genealógica dos pequenos.
Já pensou nessa ideia?


Pode ser montada com fotos ou com desenhos feitos pela própria criança.
(Essa é a da Bia!)

...

Info: Imagens criada pela autora. Reprodução proibida.

domingo, 22 de janeiro de 2017

Painel de Ideias: Árvore de impressões Digitais

Painel de ideias é uma nova série de postagens que trará alguns pins de decoração, arte e outras coisinhas mais.

Árvore Genealógica com impressões digitais.


Philip Friedman/Studio D

...

Info: Imagens creditadas com seus respectivos autores.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Família Leite

Novo Brasão na página de Heráldica:


Leite é um sobrenome português de origem toponímica.

O sobrenome é de origem Portuguesa e significa realmente "Leite".
Não se sabe ao certo porque o nome surgiu e acredita-se que tenha sido apelido de pessoas produtoras ou entusiastas do consumo de leite.

O brasão é um escudo partido em quatro, com a primeira e quarta parte em verde com três flores de lis e a segunda e a terceira parteira parte vermelha com uma cruz de prata florenciada e vazia.

Para saber mais:



...

Info: Brasão vetorizado pela autora. Uso livre não comercial.

domingo, 8 de janeiro de 2017

Arvore Genealógica Star Wars

Em homenagem à atriz Carrie Fisher que faleceu recentemente, a postagem de hoje é um repost dessa Árvore Genealógica do universo Star Wars montada por ChartGeek.





...

Info: Arte original creditada. 


domingo, 1 de janeiro de 2017

Ano Novo!





...



Info: Cartão criado pela autora. Uso livre não comercial.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...